Bomba de Hidrogênio: chuva de panfletos comunistas na Coreia do Sul

0
1529

kim_jong-un_1006

A Coreia do Norte lançou sobre a Coreia do Sul um milhão de panfletos de propagada através da fronteira, revelou nesta segunda-feira (18) o governo em Seul. Os folhetos foram enviados por militares norte-coreanos na semana passada por meio de balões de hélio.

A ação é aparentemente uma resposta à difusão de propaganda sul-coreana por alto-falantes na fronteira com a Coreia do Norte. Os panfletos, enviados diariamente por Pyongyang, chegaram a um milhão em uma semana.

De acordo com o Ministério da Defesa, a maioria dos panfletos foi encontrada perto da fronteira, na província de Gyonggi, mas alguns chegaram a Seul. O país comunista, comandado pelo ditador Kim Jong-un, teria usado balões com temporizadores para programar o local e o horário de sua explosão.


Aparentemente inofensivos, os balões também podem causar estragos. Um deles, que levava cerca de 10 mil panfletos, caiu sobre um carro. A explosão causou danos no teto do veículo.

Alguns dos folhetos tinham imagens de desenhos animados e mostravam a presidente sul-coreana, Park Geun-hye, vestido biquíni e caindo em um balde de lixo. Essa não é a primeira vez que Pyongyang ataca Park de forma sexista e depreciativa.

A tensão entre as Coreias aumentou no início de janeiro, após Pyongyang realizar testes de bombas nucleares. Desde então, Seul reativou seu sistema de alto-falantes na fronteira entre os dois países e planeja construir painéis eletrônicos gigantes na região para enviar mensagens e vídeos.

No início de janeiro, a Coreia do Norte confirmou seu primeiro “teste bem-sucedido” de uma bomba de hidrogênio, que tem potência muito maior do que uma bomba nuclear comum. Especialistas, porém, duvidam que o país tenha realmente uma bomba H. (Com agências internacionais)

apoio_04

SEM COMENTÁRIOS