Brasil volta ao topo do ranking das melhores seleções da FIFA

0
677

A seleção brasileira de futebol desbancou a Argentina e, após sete anos, retomou a dianteira do ranking da FIFA, divulgado nesta quinta-feira (6) pela entidade máxima do futebol.

Sob o comando do técnico Adenor Leonardo Bachi, o vitorioso Tite, o Brasil venceu todas as últimas oito partidas pelas Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018, na Rússia, e foi a primeira seleção – além do país-sede – a assegurar vaga no torneio, com quatro rodadas de antecedência.

O rendimento de Tite à frente da seleção, até agora, é de 100%. Em 1957, o técnico Osvaldo Brandão dirigiu seleção em oito partidas e conquistou cinco vitórias, um empate e duas derrotas – aproveitamento de 68,75%.

Antes de Tite assumir o comando da seleção verde-loura, o Brasil, sob a batuta de Dunga, apresentava rendimento abaixo do esperado e amargava a sexta colocação nas Eliminatórias para a Copa da Rússia, em 2018, após ter sido eliminado precocemente na última edição da Copa América.


A seleção argentina, que faz campanha irregular sob o comando do técnico Edgardo Bauza, caiu uma posição no ranking global da FIFA, enquanto ocupam o 5º lugar nas Eliminatórias sul-americanas.

A Colômbia, por sua vez, subiu duas colocações, ficando em quinto no ranking, enquanto o Chile conservou o quarto lugar, antecedido pela Alemanha. O Uruguai deixou a lista das dez melhores seleções de futebol do planeta, ficando em 15º lugar.

Confira abaixo as dez primeiras colocados no ranking da FIFA e a pontuação de cada seleção:

1. Brasil: 1.661 pontos
2. Argentina: 1.603 pontos
3. Alemanha: 1.464 pontos
4. Chile: 1.403 pontos
5. Colômbia: 1.348 pontos
6. França: 1.294 pontos
7. Bélgica: 1.281 pontos
8. Portugal: 1.259 pontos
9. Suíça: 1.212 pontos
10. Espanha: 1.204 pontos

apoio_04

SEM COMENTÁRIOS