|

Caso Santander: ignorante chulo e inconsequente, Lula deveria se limitar à própria insignificância

lula_362 (nacho doce - reuters)Gazeteiro de boteco – Luiz Inácio da Silva, sabem os brasileiros, é um fanfarrão malandro que governou o Brasil como estivesse administrando um boteco mequetrefe de esquina. Essa forma irresponsável de conduzir o País levou a uma crise econômica grave e preocupante, que sua sucessora fez a gentileza de dar seguimento. Até porque, Dilma foi apresentada ao eleitorado brasileiro como a garantia de continuidade. E não se pode continuar o cenário de lambança sem que novas lambanças ocupem a cena.

A falta de credibilidade do governo do PT é tão grande, que instituições financeiras passaram a alertar seus principais clientes sobre o perigo que representa para a economia nacional a reeleição de Dilma Rousseff, que durante quatro anos nada vez em prol do Brasil, a não ser passar a mão na cabeça de corruptos e adotar silêncio obsequioso diante de escândalos dos mais variados.

Entre as instituições que dispararam comunicados aos clientes relatando o perigo que representa a reeleição de Dilma está o banco Santander, que no rodapé dos extratos bancários publicou um alerta sobre o tema. A presidente por questões óbvias não gostou do fato e classificou como “protocolar” o pedido de desculpas feito pela direção do banco, que acabou demitindo os responsáveis por tornar público o que todos os brasileiros sabem.

Como Dilma é um dos postes fincados por Lula na política brasileira, o ex-metalúrgico saiu em defesa da sucessora durante evento da Central Única dos Trabalhadores e disparou contra o banco, abusando do seu estilo relações públicas de lupanar: “Analista do Santander não entende porra nenhuma de Brasil”.

“[Emílio] Botin, pé o seguinte querido. Eu tenho consciência de que não foi você que falou, mas essa moça tua que falou não entende porra nenhuma de Brasil e não entende nada de governo Dilma. Manter uma mulher dessa em um cargo de chefia? Pode mandar embora”, disse o abusado Lula, como se fosse sua a decisão sobre o futuro da analista que revelou a verdade sobre a nossa economia.

Lula, que por questões inexplicáveis arrebatou alguns títulos de doutor honoris causa ao redor do planeta, não haveria de concordar com a conclusão da analista do Santander, que se limitou a traduzir a dura realidade que ronda a economia brasileira. Se nesse imbróglio há alguém que não entende de Brasil, Dilma é a candidata com maior chance ao cargo de incompetente-mor, que dando sequência à lambança do antecessor conseguiu em apenas três anos e meio arruinar a economia verde-loura, o que tem deixado o mercado financeiro global com os dois pés atrás em relação ao País. Ademais, se há uma pessoa que nada sabe sobre o governo Dilma, essa é a própria presidente da República.

Patrono do período mais corrupto da história brasileira e agora atuando como lobista de empreiteira, Lula deveria se contentar com a própria insignificância, pois seu linguajar chulo e ignaro não apenas saturou a paciência dos cidadãos, mas mostra o nível de degradação que o Brasil alcançou no cenário internacional. O pior é imaginar que um cidadão dessa estirpe, desqualificado e ignorante, que é incensado diuturnamente por ter mentido de maneira contumaz aos brasileiros, continua dando ordens na seara política e decidindo o futuro da nação, como se o País fosse o quintal da sua casa.

apoio_04

Link para esta matéria: http://ucho.info/?p=83416

Últimas notícias