|

Dilma e Lula continuam calados em relação ao escândalo envolvendo Rosemary Noronha

rosemary_noronha_08Até agora nada – Doze meses se passaram do escândalo de corrupção protagonizado por Rosemary Noronha, que se apresentava aos interlocutores como namorado do lobista e alcaguete Lula, mas até agora a presidente da República não deu qualquer satisfação ao povo brasileiro, mais uma vez espoliado em seus direitos e recursos para financiar um esquema criminoso com a chancela do Partido dos Trabalhadores.

Tão logo a Operação Porto Seguro apontou na direção de Rosemary Noronha, a Marquesa de Garanhuns, Lula e Dilma passaram a agir nos bastidores para que detalhes do imbróglio não ultrapassassem as fronteiras da Polícia Federal. Gravações telefônicas que mostravam Rose Noronha e alguns interlocutores combinando negócios escusos foram deixadas de lado, sem que a PF pudesse investir contra os criminosos.

Policiais que participaram da Operação Porto Seguro revelaram que é explosivo o conteúdo dos telefonemas e dos e-mails trocados entre os integrantes da quadrilha que vendia a peso de ouro pareceres de órgãos do governo federal.

Muitas dessas conversas trazem detalhes do envolvimento de gente graúda do governo e do próprio PT, que agia nas coxias do poder para garantir a execução de negócios ilegais. Desde que o caso veio à tona, Lula passou a evitar a imprensa, o que acontece até hoje, pois é sabido que Rosemary Noronha agia deliberadamente sabendo que contava com o respaldo incondicional do ex-informante da ditadura militar.

natal2013_01

Responsável maior pelo período mais corrupto da história do País, Lula sabe o que fez e consegue avaliar as consequências de eventual vazamento de detalhes do caso. Sem qualquer condição financeira para custear advogados de primeira linha, Rosemary Noronha tem a seu dispor uma equipe de criminalistas de fazer inveja aos mais ricos e famosos meliantes do planeta. Os honorários dessa equipe de advogados estão sendo “custeados” por alguém que gravita na órbita do PT e goza da confiança dos “companheiros”, porque a ordem dentro do partido é evitar a todo custo que o “doutor honoris causa” vá pelos ares.

Um governo que abafa escândalo dessa natureza não merece credibilidade e muito menos tem moral para qualquer tipo de ação contra eventuais transgressores. Fosse o Brasil um país minimamente sério e com autoridades responsáveis, Dilma Rousseff já teria sido despejada do Palácio do Planalto, uma vez que sua conivência com o caso configura prevaricação.

Um processo de impeachment de Dilma só não prospera porque o governo do PT substituiu o esquema do Mensalão pelo loteamento da Esplanada dos Ministérios, o que em termos de assalto aos cofres públicos é igual ou maior do que surrupio que emoldurou o esquema de compra de parlamentares por meio de mesadas.

Depois de passar uma temporada sob a diuturna proteção de um empresário que transita com excesso de facilidade na cúpula petista, conhecido como “Eduardão”, Rosemary Noronha voltou a circular entre amigos, mesmo que com certa reserva. Fora isso, a Marquesa de Garanhuns já não esconde que retomou a vida no confortável apartamento em que mora no bairro da Bela Vista, região central da cidade de São Paulo.

O mais interessante nessa epopeia do crime é que mesmo a Polícia Federal tendo em mãos uma considerável quantidade de provas, Rose insiste em afirmar que nada fez de errado. Isso é possível porque, assim como reinventou a classe média brasileira, o PT criou uma nova enciclopédia do crime. E essas gatunagens inerentes à corrupção são consideradas desvios comportamentais leves no partido político que age como quadrilha.

Link para esta matéria: http://ucho.info/?p=77939

Últimas notícias