Lava-Jato: confira os novos nomes de políticos da temida “lista de Janot”, que aguarda decisão do STF

0
919

Permanecem sob sigilo os 83 pedidos enviados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF) para abertura de inquéritos com o objetivo de investigar políticos acusados de envolvimento no Petrolão, mas o vazamento de nomes que estão na mira da PGR vem provocando considerável estrago em Brasília. Tanto é assim, que as atividades no Congresso Nacional nesta semana foram pífias.

Depois da divulgação de parte da temida “lista de Janot” (16 nomes) na quarta-feira (14), dia em que os pedidos foram entregues ao STF, outros 22 nomes de políticos surgem como mencionados nos depoimentos de delatores do Grupo Odebrecht. Na lista complementar não há tantas novidades, pois alguns nomes já tinham sido citados por Cláudio Mello Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht.

No primeiro vazamento da “lista de Janot” constavam os nomes dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Wellington Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), Bruno Araújo (Cidades), Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia e Comunicações) e Aloysio Nunes Ferreira Filho (Relações Exteriores).

Lá estavam também os nomes de Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente do Senado; Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados; Renan Calheiros (PMDB-AL), líder do partido no Senado; Romero Jucá (PMDB-RR), líder do governo no Senado; e dos senadores Edison Lobão (PMDB-MA), José Serra (PSDB-SP) e Aécio Neves (PSDB-MG), e dos petistas Lula, Dilma Rousseff, Guido Mantega e Antonio Palocci Filho.

Na nova lista constam os nomes do ministro Marcos Pereira (PRB) – Indústria, Comércio Exterior e Serviços –, de cinco governadores, quatro senadores, cinco deputados federais e sete políticos sem direito a foro especial por prerrogativa de função, o chamado foro privilegiado.


Confira abaixo os novos nomes da lista:

Ministro

Marcos Pereira (PRB-RJ) – Indústria, Comércio Exterior e Serviços

Governadores

Renan Filho (PMDB) – Alagoas

Luiz Fernando Pezão (PMDB) – Rio de Janeiro

Fernando Pimentel (PT) – Minas Gerais

Tião Viana (PT) – Acre

Beto Richa (PSDB) – Paraná

Senadores

Lindbergh Farias (PT-RJ)

Jorge Viana (PT-AC)

Marta Suplicy (PMDB-SP)

Lídice da Mata (PSB-BA)

Deputados federais

Marco Maia (PT-RS)

Andrés Sanchez (PT-SP)

Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA)

José Carlos Aleluia (DEM-BA)

Paes Landim (PTB-PI)

Políticos sem foro privilegiado

Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) – ex-ministro do governo Temer

Sérgio Cabral Filho (PMDB-RJ) – ex-governador do Rio de Janeiro, preso na Operação Calicute

Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – ex-presidente da Câmara dos Deputados, preso em Curitiba

Duarte Nogueira (PSDB-SP) – prefeito de Ribeirão Preto, no interior paulista

Paulo Skaf (PMDB-SP) – candidato derrotado ao governo paulista em 2014

Edinho Silva (PT-SP) – ex-tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff, atual prefeito de Araraquara, no interior paulista

Anderson Dornelles, ex-assessor direto da ex-presidente Dilma Rousseff

apoio_04

SEM COMENTÁRIOS