Máfia das Próteses: médico do DF deu sequência a cirurgia mesmo após paciente ir a óbito

0
508

cirurgia_01Fim do mundo – Em 16 de julho passado, faltando poucas horas para o início do recesso parlamentar do meio do ano, a CPI da Máfia das Órteses e Próteses aprovou o relatório sobe a investigação que apurou os crimes cometidos por empresas e profissionais da medicina no âmbito de dispositivos médicos implantáveis, com direito a pagamento de polpudas propinas, as quais chegam a 30%.

O relatório de uma CPI sugere às autoridades os nomes dos que devem ser investigados e denunciados, mas como sempre o resultado final da Comissão deixou a desejar, pois muitos dos envolvidos no esquema criminoso foram poupados. Segundo investigação jornalística iniciada pelo UCHO.INFO, uma das empresas envolvidas no esquema criminoso teria pago propina de R$ 4 milhões para ser poupada pela Comissão Parlamentar de Inquérito. Em conversa com o editor do site, o relator da CPI, deputado federal André Fufuca (PEN-MA), se o pagamento de fato ocorreu, o dinheiro terá de ser devolvido, pois o que foi prometido de forma criminosa deixou de ser cumprido.

A extensão da ação criminosa é tamanha, que chega a assustar qualquer profissional experiente na seara das investigações. Não bastassem os muitos esquemas criados na órbita desse esquema criminoso que atenta contra a dignidade do cidadão que procura uma solução médica para problemas de saúde, sentenças judiciais que obrigam os planos de saúde a pagarem o uso de determinadas próteses passou a integrar o cardápio da quadrilha. Sempre lembrando que essas sentenças são regiamente vendidas, sendo que o pagamento é feito pelas empresas fornecedoras das próteses e órteses.

Em Brasília, alguns criminosos são donos de conhecidos hospitais da capital dos brasileiros, detalhe que facilita a ocultação das ilegalidades. Apesar desse esforço por parte dos médicos bandoleiros, o UCHO.INFO está firme em sua investigação sobre um escândalo que pode ser muito maior do que aparenta.

Um dos casos que faz parte da investigação do site, talvez o mais tenebroso, um neurocirurgião decidiu prosseguir determinada cirurgia mesmo depois de informado sobre o óbito do paciente na mesa de operação. O médico fez essa opção criminosa apenas porque queria receber o valor da comissão cobrada sobre o valor da prótese. Inconformados com a atitude do cirurgião, um participante da cirurgia resolveu revelar detalhes do esquema ao editor do site.

Conhecido por hábitos luxuosos e acreditando ser uma espécie de versão tropical de Don Juan, o tal médico faz questão de ostentar, sempre ao lado de belas mulheres, seu poderio econômico, como, por exemplo, carros importados cobiçados e valiosos, viagens internacionais nababescas e matrícula dos filhos em escolas de países europeus. Tudo devida e criminosamente financiado pelo dinheiro das ultrajantes comissões cobradas dos fornecedores de próteses e órteses.

Informado sobre o fato de que detalhes da macabra cirurgia tinham saído do seu controle, o neurocirurgião decidiu abandonar a profissão e colocou à venda o seu consultório em Brasília, sempre muito procurado por figuras proeminentes da capital do País.

A este site faltam adjetivos para qualificar esse suposto profissional da medicina, que ao estrear oficialmente no ofício fez um juramento de manter-se dentro dos padrões éticas que um bom médico deve respeitar. O UCHO.INFO avança nas investigações não poupará os responsáveis por esse crime hediondo e continuado, ao mesmo tempo em que não deixará se intimidar por ameaças e outros procedimentos semelhantes, típicos de mafiosos.

apoio_04

SEM COMENTÁRIOS