|

Medidas de combate à inflação, apresentadas ao “Conselhão”, foram marcadas por inverdades oficiais

Perna curta – Após Guido Mantega ter colocado a culpa pelo fantasma da economia nos preços das commodities e a presidente Dilma Rousseff afirmado que o “governo está diuturnamente e até noturnamente atento a todas as pressões inflacionárias, venham de onde vier, e fazendo permanente análise delas”, os jornalistas do ucho.info analisaram o palavrório que tomou conta da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o chamado “Conselhão”, nesta terça-feira (26), em Brasília.

Entre as principais medidas para combater a inflação, Mantega deu destaque à maior oferta de produtos agrícolas, como se isso pudesse mudar os atuais destinos da economia brasileira. A fala de Guido Mantega pode não ser plenamente inverídica, mas não bate com a realidade que reina nos bastidores do agronegócio nacional.

Quando ocupou o Ministério da Agricultura na era FHC, Marcus Vinícius Pratini de Morais lançou o “Moderfrota”, programa dedicado à renovação do maquinário agrícola em operação no País, medida que trouxe excelentes resultados. À época, os fabricantes de máquinas agrícolas trabalhavam em três turnos e sequer davam conta de atender aos pedidos que chegavam de todas as partes do Brasil. O principal atrativo do programa, que garantiu sua eficácia, foram os juros altos e fixos nos financiamentos para aquisição de máquinas e implementos agrícolas.

Agora, sob o messianismo do PT, que recebeu do tucanato um espólio amaldiçoado, o Rio Grande do Sul assiste à John Deere, gigante norte-americana de máquinas agrícolas, enxugar o seu quadro funcional, enquanto empresas concorrentes que atuam na terra de chimangos e maragatos partem para as demissões. Tal cenário é motivado pela suspensão dos financiamentos a juros baixos no Programa de Sustentação do Investimento (PSI).

Considerando que o agronegócio continua salvando a balança comercial brasileira e que Guido Mantega aposta na maior oferta de produtos agrícolas para vencer a guerra contra a inflação, resta concluir que Luiz Inácio da Silva merece o título de doutor honoris causa em herança maldita. Assunto que nenhum petista tem a devida coragem para comentar. Como disse certa vez aquele filósofo de botequim, “nunca antes na história deste país”.

Link para esta matéria: http://ucho.info/?p=38269

Últimas notícias