Poderoso furacão Matthew chega ao Haiti com ventos de 230 km por hora

0
2923

furacao_matthew_1001

O olho do poderoso furacão Matthew, de categoria 4, com ventos máximos de 230 km/h, tocou terra nesta terça-feira (4) no sudoeste do Haiti, afirmou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos. O ciclone é o mais poderoso a atingir o país em cinco décadas.

O fenômeno meteorológico tocou terra perto de Les Anglais, provocando chuvas torrenciais, ventos fortes e inundações em dez localidades do sul, sudeste e noroeste do país, de acordo com as autoridades de resgate.

Apesar da passagem do furacão, o conselho eleitoral do Haiti anunciou na última segunda-feira (3) que mantém, para o próximo domingo, a realização das eleições gerais. “Sabemos que a situação do país é frágil, mas temos que continuar com o processo”, afirmou o conselho.

Ao menos sete mortos

As fortes chuvas que caem desde a madrugada no Haiti provocaram deslizamentos de terra em Anse Milieu, uma localidade no sul do país. Em Jeremie, uma das localidades no sul mais afetadas até o momento, mais de 300 presos tiveram que ser transferidos. Em Porto Príncipe também são registrados fortes ventos e chuvas.

A passagem do furacão causou a morte de ao menos três pessoas e isolou o sul do país, após a queda de uma ponte na única estrada que ligava a região à capital. Na cidade costeira de Port Salut, um homem morreu quando uma onda devastou sua casa, segundo as autoridades, que acrescentaram que um pescador estava desaparecido.

Na República Dominicana, quatro pessoas morreram. Entre elas, duas crianças que foram mortas após o desabamento de sua casa na capital Santo Domingo, devido às fortes chuvas. A cidade se encontra em alerta máximo, assim como 15 das 32 províncias do país, que é vizinho do Haiti.

As chuvas começaram na madrugada desta segunda-feira. Matthew já desalojou 14.500 pessoas no país, segundo o Centro de Operações de Emergência (COE).


Guantánamo

A Marinha dos Estados Unidos desalojou 700 pessoas da base naval de Guantánamo, em Cuba, antes da iminente chegada de Matthew na região oriental da ilha, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira pelo Pentágono.

Os desalojados, esposas e filhos de militares da base, além de animais de estimação, foram transferidos durante o fim de semana para as instalações da Marinha em Pensacola, na Flórida (EUA). Não está previsto a transferência dos 61 detentos que seguem na prisão de Guantánamo.

Trajetória

O furacão vem do sul e avança rumo ao norte com uma velocidade de translação de 15 km/h. “O olho de Matthew estará de novo na água do Golfo de Gonâve em cerca de uma hora”, para “girar na quarta-feira rumo ao norte/noroeste e depois rumo ao noroeste na noite da quarta-feira”, destacou o NHC, com sede em Miami.

Segundo um provável padrão de trajetória, o olho do ciclone “se movimentará perto do leste de Cuba nesta terça-feira e sobre porções do sudeste e centro das Bahamas nesta noite e na quarta-feira”, para se aproximar do noroeste das Bahamas na quarta-feira à noite.

Matthew é um perigoso furacão de categoria 4 na escala de intensidade de Saffir-Simpson, de um máximo de 5, e, embora sejam esperadas “algumas oscilações de intensidade nas próximas 48 horas”, o ciclone “permanecerá como um poderoso furacão pelo menos até a quarta-feira à noite”. (Com agências internacionais)

apoio_04

SEM COMENTÁRIOS